Entre em contato por:

garotadepersonalidades@gmail.com

sábado, 14 de janeiro de 2017

Frases para inspirar

Oi oi!
(Apareci novamente)

E para começar bem a manhã, tarde ou noite, trouxe algumas frases para inspirar.
**Retiradas do livro "365 dias extraordinários" | Mês de Dezembro.

Nada vai funcionar a menos que você faça.
_Maya Angelou

Até a menor pessoa pode mudar os rumos do futuro.
_J. R. R. Tolkien

A verdadeira sabedoria está em juntar o que há de precioso em cada dia, à medida que eles passam.
_E. S. Bouton

Nunca se é velho demais para estabelecer um novo objetivo ou ter um novo sonho.
_C. S. Lewis

Todos os nossos sonhos podem se tornar realidade, se tivermos coragem de ir atrás deles.
_Walt Disney

Você é como um pássaro, abra as asas e voe acima das nuvens.
_Mairead

O sol não brilha para algumas árvores e flores, mas para a alegria do mundo todo.
_Henry Ward Beecher

Aprendi que a vida é como um livro. Às vezes precisamos encerrar um capítulo e começar o seguinte. 
_Hanz

Acredito que toda mente humana sinta prazer em fazer o bem para outra.
_Thomas Jefferson

É difícil abrir mão da gentileza, porque ela insiste em voltar.
_Marcel Proust

Uma palavra simples pode iluminar o dia de alguém.
_Ainsley

A felicidade não está nas posses nem no ouro. A felicidade reside na alma.
_Demócrito

A bondade não consiste na grandeza; mas a grandeza consiste na bondade.
_Ateneu

Um único raio de sol é suficiente para desfazer muitas sombras.
_São Francisco de Assis

Um grande coração está decidido a fazer outros corações crescerem.
_Christina

Espero que tenham gostado.
Comente qual foi sua favorita. Adoraria saber.
Um grande abraço!
Bjoos xxx

domingo, 25 de dezembro de 2016

A noite

Mary está olhando o céu pela janela da sala. As estrelas brilham fortemente por lá. É uma data importante, e parece tudo alinhado em perfeição. O seu dia preferido do ano. Para quase todos que conhece é assim também. Mas já viu cada um deles dizerem o porquê, sem pensar por momento algum: Presentes!
É claro que ela ama recebê-los. Assim como também várias das noites do mês ela sai, para admirar as decorações, as luzes piscando, as árvores e ambientes enfeitados. E a ceia? Com toda certeza fica ansiosa pelo momento.
Mas não; não é esse o melhor motivo pela sua preferência.
É aquele costume de sua família de se reunir e todos se avaliarem. Uma nota para si mesmos. Acertos e erros do ano passado. O que poderiam melhorar e o que devem preservar. O clima do arrependimento e do agradecimento. Além das boas e sinceras risadas que todos cometem com as lembranças.
Sim, é isso. Esse clima natalino! Essa presença de paz no ar. O que ela mais ama naquelas noites anuais.
Ela ouve um chamado:
_ Mary querida, está na hora!
_ Já vou pai!

sábado, 3 de dezembro de 2016

Indecifrável

Faz algumas semanas. Meses, possivelmente.  Observá-la é intrigante.
Ela sempre fita um ponto sem sentido. O chão, o céu, a parede, ou as próprias mãos.
Sorri pro nada e mexe os lábios como uma conversa. Imagino que possa estar criando diálogos ou situações na mente.
Acredito que poderia passar um dia completo desse modo; sem fazer nada.
Nunca ví uma pessoa sequer notar o que noto nela. Ninguém pergunta o que questiono.
Tenho gravado na mente a tristeza habitual do seu rosto. O mais incrível é que seus lábios sorriem várias vezes. Mas é tão vazio esse ato. É claro que ninguém percebe que ela não sorri com o olhar.
Nenhuma dessas pessoas pode compreender o que precisa ser entendido ali. Aquele espírito tão bem protegido que nem o olhar mais inteligente conseguiria enxergar a real solução.
Mas você se pergunta, talvez: Porque você, que já notou a máscara, e tem tantas dúvidas sobre ela, não foi lá fazer o que relatou que ninguém o fez?
Pois bem... Um espelho não tem permissão para isso...
.
.
.
Obs.: Fiquei sumida maass.. Espero voltar a postar.
Começei com esse texto e quero muito que comentem o que acharam.
Bjoos! xxx

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Não-invasora de um universo

Eu me deparo muitas vezes com a pergunta "Qual time você torce?". E minha resposta é "Nenhum".
Muita gente estranha. Torcer parece uma regra. Mas eu sempre penso que seria um grande erro meu escolher um time.
Eu sou muito fiel a uma coisa: aquilo que gostamos não foi uma total escolha nossa, foi um sentimento mais profundo que nasceu. É brega falando assim (se bem que a palavra brega é brega. Mas isso não vem ao caso).
Eu acho irritante essas pessoas que se dizem parte de um mundo, seja de algum filme, livro, série, cantor, -e nesse caso time-, por "modinha", e nem gostam tanto, e muitas vezes não sabem nada sobre. Não digo que precisa saber de cór ou de trás pra frente, kk, não.
Mas é preciso gostar. Gostar pra valer.
Quando alguém se diz "Fã" de uma paixão minha, e na verdade não é, eu sinto como se fosse um invasor no meu universo.
E é por isso que não sou uma torcedora, só para ter um time a dizer "meu".

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Resenha: Extraordinário

Oois!
Hoje trouxe a resenha de "Extraordinário".

Escrito por R. J. Palacio
Lançado pela Intrínseca.

Esta obra conta a história de August (também chamado de Auggie), um garoto que nasceu com uma doença que provocou uma deformidade facial. Seus pais decidem que ele deve ir a escola, pois até então ele estava sendo educado em casa. Prestes a cursar o quinto ano, na escola Beecher Prep, ele embarca nessa, muito difícil, decisão. Como é de se esperar, muitos desafios virão pela frente.
Algo bem legal no livro é o fato de ele ser narrado no ponto de vista de vários dos personagens. Assim, fica melhor entender os acontecimentos, além se sabermos mais sobre eles, e também presenciar os fatos em que o Auggie não está presente.

Há um segundo livro, que não necessariamente é uma continuação, mas pelo que sei, conta a perspectiva de outros três personagens. Prendendo lê-lo depois.

Eu simplesmente adorei o livro. Aprendi muito com a história. Você começa a pensar mais sobre como as aparências não são nada. Na verdade, não deviam ser nada, porque infelizmente, as pessoas a consideram demais.
E que pode haver tanta força dentro de alguém, que é impossível decifrar.
Enfim, há muito para ser pensado nesse livro, que como esperava, é Extraordinário!

Não esqueça de comentar se já leu, pretende, ou se interessou. Vou adorar saber!
Grande bjoo! xxx

**Desculpem a ausência de foto. Estou com problemas quanto a isso..

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Coração puro

**Fictício

Hoje acordei na balança: meio feliz, meio triste. É um dia especial, e eu devia pular de alegria. Acredito que minha mãe está mais feliz que eu, já que ama tanto comemorações.
Eu sou bem diferente das pessoas que conheço. Elas ficam muito animadas pelo motivo, e eu sou o oposto. Não discuto com ninguém sobre isso. Mas hoje não vou negar a quem me perguntar o porquê da minha expressão triste.
Já sinto um cheiro ótimo vindo da cozinha. Alguns murmúrios também. Vejo um laço no chão da escada. Com certeza todos me esperam.
Mãe, pai, irmã. Em uníssono gritam "Parabéns!". Dou um sorriso forçado. Vários abraços e beijos. Meu pai foi o último. E ele percebeu. Ví uma ruga de preocupação entre as sobrancelhas. Mas não disse nada.
Eu aceitei tudo que me ofereceram, desde a comida até os presentes. Depois de uma hora lá embaixo, volto pro quarto.
Minutos depois, a porta se abre lentamente. É ele. Claro que ele viria. Então perguntou o motivo da cara desanimada.
_Acontece pai, que eu tenho medo. Conhecer um mundo diferente, pessoas idiotas, virar alguém que não sou. Eu sei que é besteira, e inevitável. Eu fico feliz por viver, e sou muito grata mas...
_Filha, não entendo. O que quer dizer com tudo isso?
Suspirei e disse:
_Eu não quero deixar de ser criança, pai! Essa vida não pode acabar!
_Ah, minha querida! E quem disse que deve acabar? Você vai querer mudar um dia, mas depois é só se lembrar das boas coisas da infância e incorpora-las novamente. Todos devem ter um coração bom, e que maravilha seria um mundo com corações iguais ao seu! Crescer é necessário, mas as boas virtudes não devem sumir. Tenha o melhor de uma criança, bem aí, dentro de você. Sempre!
E foi assim que ele tornou meu aniversário  incrível!

_Feliz dia das crianças!

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Resenha: "De volta aos quinze" e "De volta aos sonhos"

Ooi!
Hoje trouxe a resenha de dois livros, o "De volta aos quinze" e sua continuação "De volta aos sonhos", da autora Bruna Vieira. Já falei um pouco sobre outros dois livros dela no post das Minhas leituras de junho. É uma autora que me identifico e gosto bastante. E pretendo ler outros livros dela, então ela provavelmente vai aparecer por aqui novamente, rsrs!
Mas vamos à resenha!




Anita, uma mulher de 30 anos que, por motivos que a afastaram de seus sonhos, não está tão satisfeita com sua vida.
Mas o destino resolve fazer algo meio inusitado: viagens no tempo. Exatamente! Ela encontra seu blog que criou aos quinze anos e, o mesmo, a faz quebrar a lógica e voltar aos quinze anos.
Vários momentos revividos!
Aparentemente tudo certo, até que algumas coisas acontecem..
O livro te deixa super ansioso pela continuação, e isso foi o que achei muito inteligente da autora. Ela usou um método que, se você já não comprou a continuação antes de terminá-lo, como eu, vai fazer suas horas -senão dias- seguintes momentos de inquietação e ansiedade pelo próximo, haha!
E como a maioria das continuações, "De volta aos sonhos" retrata mais sobre os dilemas de Anita.
Como a capa já retrata, grande parte da história se passa em Paris.
Novos problemas acabam surgindo, mas coisas boas também acontecem! Algumas surpresas e algumas indecisões.
Não posso dizer muito sem dar spoilers, então é melhor parar por aqui, kk.
Vale lembrar que gostei muito da história e super recomendo pra quem gosta de livros nesse estilo, romace mais pro lado adolescente.
O terceiro livro está previsto para o ano que vem (2017). E já espero com todo ansiedade por ele!
E deixo aqui uma pergunta: Se você pudesse voltar no passado, mudaria algo?
Eu, particularmente, depois de lê esses livros, não me arriscaria, rsrs.
Se já leu eles, não esqueça de comentar o que achou. Ou se for ler, depois volte e me conte!
Bjoos! xxx